• : (11) 5041-2088 | (11) 96926-5113
  • contato@abefaer.com.br
09
jun 21

No começo de junho, os aeroviários entraram no plano de vacinação prioritária em diversos estados do Brasil. É um alento que traz muitas esperanças ao setor aéreo brasileiro.

Os aeroviários que ainda não se vacinaram, o programa pode variar de cidade para cidade em um mesmo estado.

Como exemplo, citamos o estado de São Paulo. Enquanto em São Paulo a vacinação aconteceu nas UBS, em Guarulhos a aplicação é realizada no terminal 1 de passageiros.

Na capital paulista, é necessário comprovar a eligibilidade para a vacina como aeroortuário. Segundo a Prefeitura da capital:

“Para comprovação da elegibilidade, os aeroportuários (funcionários do aeroporto e dos serviços auxiliares ao transporte aéreo) do Aeroporto de Congonhas devem apresentar um documento de identificação, preferencialmente CPF, além do credenciamento aeroportuário do local de trabalho, contendo o código CGH.

Já os aeronautas (funcionários das companhias aéreas nacionais) devem levar um documento de identificação junto de um comprovante de vínculo empregatício, como crachá, holerite, carteira ou contrato de trabalho em companhia aérea nacional.

É importante destacar que um comprovante de endereço do município de São Paulo é exigido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no ato da vacinação.”

Por isso ressaltamos que é importante que se saiba antes como funciona o plano de vacinação em sua cidade para os aeroviários, bem como onde você pode tomar a primeira dose. Tais informações podem ser encontradas no site de cada prefeitura.

Deixe uma resposta